Uma demonstração que é possível ser correto, cumprir com as obrigações e pagar o que deve.

Durante anos o Flamengo foi motivo de chacota, atrasava salários, não pagava e acumulava dívidas de todas as espécies. Cada dia o “buraco” só aumentava. A situação era dramática, ainda que fosse o que mais arrecadava com cotas de TV, tendo bons patrocinadores, altas vendas de produtos licenciados, além da participação costumeira de sua torcida nos jogos. Com administrações amadoras, o que se via eram loucuras, devaneios e desejos megalomaníacos. O discurso tipo: ‘o Flamengo tudo pode’, só contribuiu para afundar a instituição.

A eleição da então “Chapa Azul” em 2013, que levou Eduardo Bandeira de Melo à presidência, iniciou-se um novo momento na história do clube. O discurso de “arrumar a casa” substituiu as promessas e bravatas tão conhecidas de antigos cartolas. A ordem foi desenvolver uma gestão séria e profissional, com a política de responsabilidade fiscal, objetivando renegociar as dívidas, pagar impostos e dar ao Flamengo a credibilidade que não havia.

A diretoria não tem sucumbido pela pressão de boa parte da mídia, jornalistas e até de ex-presidentes, os quais defendem que tem de contratar… (aquela coisa: depois vê como faz…). Engraçado que são aqueles que com suas irresponsabilidades fizeram o Flamengo chegar onde estava a dois anos. Já, a maioria dos torcedores entendeu e vem apoiando. E tem que ser assim, afinal, não será em 2, 3 anos que as coisas mudarão, irão pagar tudo e montar elencos de expressão. É um processo que exige paciência, trabalho, dedicação e convicção. Existem muitos torcedores brasileiros que precisam aprender a apoiar o time nessas horas, independente dos jogadores que ali estão. (Esse time atual não é tão ruim como tanta gente diz).

Presidente Eduardo Bandeira de Melo.

Esta diretoria vem se destacando nos últimos 2 anos e meio. No campo, as coisas não vão tão bem como os rubro-negros almejavam. Todavia, estes devem se orgulhar do que vem sendo realizado. Uma demonstração no futebol brasileiro que é possível ser correto, cumprir com as obrigações e pagar o que deve. É o clube no Brasil que mais diminui sua dívida (Após 3 meses de consultoria (2013), a dívida total era de 750 milhões. Até aqui (2015), 225 milhões foram quitados). Deve servir de exemplo para todos! Quando se trata dessas questões, as bobagens, invejas e o clubismo tem de ser deixado de lado. O Flamengo já foi motivo de gozação, mas atualmente é sim, modelo de administração e deve ser espelho para os outros. Se for tomado como exemplo, o futebol como um todo ganhará!

É ano de eleições na Gávea. Que essa diretora se reeleja ou entre novos com o mesmo perfil, mantendo a postura, pois, só assim, a potência que é o Clube de Regatas do Flamengo poderá caminhar a fim de alcançar o máximo de seu potencial em todas as áreas, motivando outros a trilharem o mesmo caminho.

P.S Nesse período de “pés no chão”, o Flamengo ainda assim ganhou a Copa do Brasil-2013, o Campeonato Estadual-2014 e teve ótima oportunidade de ser finalista e de até conquistar o bi da Copa do Brasil no ano passado).

Abaixo, destaques sobre o assunto em diferentes veículos de comunicação:

“Flamengo diminui sua dívida em 260 milhões em dois anos”. Aqui.

“Flamengo sai na frente e da exemplo na questão de responsabilidade fiscal”. Aqui.

“Conselho do Flamengo adota medida pioneira de responsabilidade”. Aqui.

“Os clubes só podem gastar o que arrecadam”. Aqui.

“Deficit dos clubes brasileiros dispara em 2014: Flamengo é exceção”. Aqui.

“Jornal mostra que Corinthians gasta demais, Fla paga dividas e vira o jogo no campo das finanças”. Aqui.

 

Esta entrada foi publicada em Futebol brasileiro. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>