O Racing Club é campeão argentino!

O Racing Club é campeão argentino! O triunfo de ontem sobre o Godoy Cruz (1-0, gol de Ricardo Centurión), numa bela campanha de recuperação sendo sacramentada com a tão esperada conquista.

Dias de jogos no estádio “Cilindro” é sempre uma festa, porém, dessa vez foi especial, “dar la vuelta”, dar a volta olímpica e com a taça, após 13 anos! Em 2001, que até então tinha sido a última vez que vencera o campeonato, a agonia durara 35 anos.

Completamente identificado com este glorioso clube, fico satisfeito e contente por ter o acompanhado em outros certames, cujas campanhas na maioria das vezes foram ruins ou medianas. Agora, mesmo à distância, ajunto emocionalmente aos milhões de acadêmicos para desfrutar esse momento, pois, se trata de um gigante que já passou e ainda passa por tantas coisas dentro e fora de campo, mas que vem lentamente se reerguendo. Não é fácil torcer para a Academia, todavia é motivo de orgulho!

Parabéns jogadores, diretoria, comissão técnica e aos torcedores “hinchas” (estes sim, muito merecedores) que alentaram a equipe em todas as ocasiões, perdendo ou ganhando, como nenhuma outra faz. Certamente o azul e branco (cores do Racing e da seleção do país), serão o tom nas ruas de Avellaneda, Buenos Aires e em toda a Argentina. É muita emoção, felicidade e sensação de alma lavada.

A campanha do campeão “Torneo Transcion 2014”, foram: 13 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. Este é o 17º título nacional de sua história. O Racing retorna à Copa Libertadores da América em 2015, depois de 12 anos. E permitindo Deus, nos veremos lá.

Time base: Sebastian Saja, Pillud, Lollo, Cabral, Grimi, Díaz, Videla, Aued, Centurión, Diego Milito e Gustavo Bou. — DT. Diego Cocca.



Esta entrada foi publicada em Futebol sul-americano. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>