O declínio do Calcio, La Liga e a ascendência da Bundesliga.

Há anos o Campeonato Italiano é assistido aqui no Brasil. Acostumamos a ver  fortíssimas equipes e inúmeros grandes jogadores atuando nos gramados da “velha bota”. Tremendo atrativo para quem gosta de futebol. Com a crise econômica na Europa, o rico universo do Calcio que parecia intocável, foi atingido. O reflexo se vê na atual temporada, tendo Milan e Internazionale, ambos com equipes não fracas, mas, menos fortes do que de costume. Além da crise, são as consequências das gastanças desordenadas dos cartolas. Com os cofres vazios e sufocados por propostas milionárias vindas principalmete de alguns clubes cujos os donos são bilionários, sem contar as sempre atraentes propostas dos países emergentes. Diante desse cenário, tiveram de liberar excelentes jogadores que recebiam altos salários, além de alguns preferirem outros lugares, dado as incertezas proveniente de uma crise ferrenha que paira sobre o velho continente. A partir disso, com um certo alívio na parte financeira, enchugando a folha de pagamento, os gigantes de Milão passam por um momento de mudanças, no qual requer paciência e planejamento, afim de que encontrem soluções satisfatórias. Uma boa maneira é aperfeiçoar o método de observação e pinçar talentos que posteriormente possam trazer resultados técnicos e financeiros. Um exemplo de sucesso está no próprio país. A Udinese possue um excelente trabalho, o que faz com que ocorra novas descobertas de jogadores com grande potencial. Os resultados vão acontecendo e já são notórios. Ultimamente, o clube de Udine vem sempre se mantendo entre os primeiros nos campeonatos e disputando vagas para os torneios do continente. Participou da Uefa Champions League na temporada passada e por pouco não esteve presente nesta. É bom lembrar, que se não fosse a pixotada de Maiocossuel, os Bianconeri poderiam estar jogando a edição atual da Liga Europa.

O Campeonato Espanhol é conhecido no Brasil como a Liga das estrelas. Certamente por causa das presenças de craques como: Lionel Messi, Andres Inista, Xavi Hernandez, Cristiano Ronaldo, Kaká e Falcão Garcia. Mas convenhamos, o nível técnico e até físico dos times médios e pequenos, pioraram muito. Apesar da supremacia histórica de Barcelona e Real Madrid, havia algumas outras equipes bem mais competitivas, as quais brigavam, davam trabalho e eventualmente conquistavam a taça. dentre elas: Deportivo La Coruña, Real Bétis, Atlético Bilbao, Valência e Atlético de Madrid. Estes dois últimos tentam quebrar a hegemonia dos catalães e merengues, mas parece algo ainda bem distante de acontecer. Com o país atingido pela crise instalada na Europa, a falta de dinheiro nas equipes medianas e menores, as dívidas com seus jogadores, contribuíram para o aumento da diferença de qualidade técnica que já era explícito na Liga espanhola. Com pouco dinheiro, dificulta a montagem de um elenco melhor e ainda são quase obrigados a venderem aqueles jogadores que se destacam, e em alguns casos, justamente para os clubes espanhóis financeiramente privilegiados, tornando-os ainda mais fortes.

A Bundesliga melhora, lucra e enriquece a cada ano.

Já o Campeonato Alemão, possui uma política de investimento a qual é bem fiscalizada, coibindo os clubes de fazerem loucuras com o dinheiro, que caso não seja obedecido, poderá acarretar severas punições. Este modelo de gerenciamento, somado às ótimas condições de trabalho, favorece o surgimento e o aproveitamento de atletas novos e promissores. Assim, a Bundesliga melhora, lucra e enriquece a cada ano. Além deste exemplar modelo de organização, podemos também destacar as pelejas bem disputadas e emocionantes, com um bom nível técnico. É importante mencionar os ótimos estádios e a quantidade de torcedores apaixonados que fazem com que a Liga Alemã tenha a maior média de público no universo do futebol. Ao meu ver, a Bundesliga já deixou para trás, duas das principais ligas de futebol do mundo, que são Itália e Espanha. Assim, analisando o cenário atual, será que é surreal imaginar que os alemães sejam capazes de superarem a milhonária e poderosa Premier League?

Esta entrada foi publicada em Futebol europeu e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>