Entre a emoção e a razão.

Emoção, emovere, onde o e- significa ‘fora’ e movere significa ‘movimento’. Assim, emotione, “movimento, comoção, ato de mover”, é uma experiência subjetiva, associada ao temperamento, personalidade e motivação. Razão, rationem, significa cálculo, conta, medida, regra — Determino, estabeleço, portanto julgo, estimo —. Faculdade de raciocinar, compreender e ponderar. É a capacidade da mente humana que permite chegar a conclusões a partir de suposições ou premissas.

A todo momento temos de tomar decisões, fazer escolhas, em todas as áreas da vida. Diante da oportunidade de fazer, executar e obter (o que desejamos), geralmente agimos movidos pela emoção. Bem intencionado, tendo boa vontade, acreditando ser aquilo que realmente precisamos. Sendo assim, dispomos de tal maneira considerando esse algo sempre possível de se alcançado. Por outro lado tem a razão que nos desperta a pensar os prós e contras, se de fato é o momento certo, ou requer a necessidade de esperar mais um pouco, mesmo que julguemos ser bom para nós. Nessas horas, começamos a vivenciar uma experiência entre a emoção do fazer por impulso, no calor do momento, pensando exclusivamente no bem estar, e a razão, refletindo em relação às conseqüências dos nossos atos. Nesses momentos é aceitável um certo estado de angústia.

Seguir pela emoção, talvez, de certa forma é pensar momentaneamente (o aqui e agora), na tese de que o viver é hoje pois não sabemos o amanhã. Já trilhar pela razão, se imagina num exercício de fazer mais análises, medir as consequências de uma tomada de decisão. Enfim, nesse dilema da vida seremos capazes de encontrar o equilíbrio entre emoção e a razão?

Esta entrada foi publicada em Outros. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>